PROFESSORES

masterclass

andre.png

André Novais Oliveira

MASTERCLASS DE DIREÇÃO

Nascido em Belo Horizonte e morador da cidade de Contagem, Minas Gerais. Formado em História pela PUC-Minas. É diretor e roteirista. Temporada, último longa-metragem que dirigiu, teve estreia na mostra Cineastas do Presente do 71º Festival de Locarno e ganhou o prêmio de Melhor Filme no 51º Festival de Cinema de Brasília. Dirigiu também o longa Ela volta na quinta e os curtas Fantasmas, Domingo, Rua Ataléia, Pouco mais de um mês e Quintal (os dois últimos selecionados para Quinzena dos Realizadores em Cannes). Como roteirista, atualmente trabalha como profissional contratado em projetos de longa-metragem e realiza consultorias de roteiros. Foi tutor do Projeto Paradiso do Instituto Olga Rabinovich, jurado no 7º Laboratório de Roteiros do Porto Iracema das Artes(CE), da competitiva de roteiros de longa-metragem do FRAPA e do Festival Guiões. Junto com Gabriel Martins, Maurílio Martins e Thiago Macêdo Correia, é sócio da produtora mineira Filmes de Plástico, desde 2009. Publicou em 2021, junto a Editora Javali, o livro "Roteiro e diário de produção de um filme chamado Temporada", que narra o processo de feitura do seu último longa. Temporada está disponível na NETFLIX Brasil.
dione.png

Dione
Carlos

MASTERCLASS DINÂMICAS DE UMA SALA DE ROTEIRO

Dione Carlos é dramaturga, roteirista e atriz. Possui vinte peças encenadas no Brasil e em países como México, Portugal, Bélgica, EUA e Colômbia. Tem seis livros publicados, além de textos e artigos de sua autoria em revistas e sites especializados em teatro e poesia. Em 2019 representou o Brasil no Dia Internacional da Língua Portuguesa, na Grécia, tendo palestrado no Museu da Acrópole. Ministra oficinas de dramaturgia em diversas instituições, dentre elas a Escola Livre de Teatro de Santo André, Sesc e Itaú Cultural . Como roteirista trabalhou para os canais GNT, Sesc TV, Disney Plus e Rede Globo (onde trabalha atualmente). 
elisio.png

Elisio
Lopes Jr.

MASTERCLASS DINÂMICAS DE UMA SALA DE ROTEIRO

Roteirista, dramaturgo e diretor artístico. Com atuação em teatro, televisão e cinema. Mais de 30 textos teatrais montados no Brasil. Seu último espetáculo escrito e dirigido foi o musical Dona Ivone Lara - Um sorriso negro. Tem três livros publicados: "Carne Fraca", "Trilogia da Noite" e o mais recente, "Monocontos" lançado esse ano pela editora Malê. Assinou o roteiro de programas de TV como Esquenta (Rede Globo), Aglomerado (TV Cufa/TV Brasil) e Espelho (Canal Brasil), além de ser o primeiro redator final negro da TV aberta no Brasil, com a redação final do programa Lazinho com você (Rede Globo). Dirigiu DVD´s e espetáculos de importantes artistas da música popular brasileira como Ilê Ayê, Carlinhos Brown, Saulo, Margareth Menezes, Mariene de Castro, Ivete Sangalo, entre outros. É um dos roteiristas do longa-metragem Medida Provisória, premiado como Melhor Roteiro no Festival de Cinema de Memphis/EUA. O longa tem estreia no Brasil prevista para novembro de 2021.
Atualmente é roteirista contratado da Rede Globo onde desenvolve projetos de ficção de curta, e longa duração.
graci.png

Graci
Guarani

MASTERCLASS DE 

DOCUMENTÁRIO

Pertencente à nação Guarani Kaiowá e Aché, é produtora cultural, ativista, cineasta, curadora de cinema e formadora em audiovisual. Uma das mulheres indígenas pioneiras em produções originais audiovisuais no cenário Brasileiro, tem um currículo que inclui direção, roteiro e fotografia em mais de 10 obras audiovisuais, dentre eles, fotografia e direção no longa documental premiadíssimo internacionalmente, “My Blood is Red” 2019 ( Needs Must Film), e autora no doc. “ Falas da Terra” 2021(Rede Globo), formadora no Curso Mulheres Indígenas e Novas Mídias Sociais- da Invisibilidade ao acesso aos direitos pela ONUMULHERES-BRASIL  e TJ/MS, debatedora da Mesa redonda Internacional de Mulheres na Mídia e no Cinema na 70a. Berlinale - Berlin International Film Festival 2020.

LAB

joyce.png

Joyce
Prado

OFICINA

DE DIREÇÃO

Joyce Prado, diretora, roteirista e fundadora da Oxalá Produções. Em 2020, estreia seu primeiro longa Chico Rei entre Nós (doc, 2020) na 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo premiado como Melhor Documentário e Menção Honrosa do Júri. Dirigiu e roteirizou 'Memórias de Um Corpo no Mundo' (doc, 33'39", 2018) documentário musical sobre a primeira turnê nacional de Luedji Luna, além dos videoclipes da cantora: Acalanto, Notícias de Salvador, Banho de Folhas, Um Corpo no Mundo e, mais recentemente, Bom Mesmo é Estar Debaixo D'Água (álbum visual e clipe). Diretora premiada no Womens Music Event em 2018 e Music Video Festival Awards 2020; tem dentre seus principais projetos o curta Calmon (em produção), a websérie Cartas de Maio ( 2018); os curtas Okán Mímó (doc, 2017) e Fábula de Vó Ita (fic, 2016), Menção Honrosa na Mostra Internacional de Cinema Infantil de Florianópolis e prêmio 'Meninas Protagonistas' do Festival Comkids 2019; a websérie Empoderadas (2015) exibida em mostras e festivais do Brasil, Etiópia, Portugal, EUA e Gana.
jeferson.png

jeferson 
de

OFICINA DE

DIREÇÃO

Estudou cinema na USP. Em 2000, publicou o manifesto “Dogma Feijoada”. Dirigiu os curtas “DISTRAÍDA PARA A MORTE” (2001), “CAROLINA” (2003) e “NARCISO RAP” (2005). Seu longa-metragem de estréia “BRÓDER”(2010) estreou no Festival de Berlim.  Em 2013, dirigiu a série “PEDRO E BIANCA”, ganhadora do Emmy. Em 2015, estreou o seu segundo longa “O AMULETO”. Em 2016, dirigiu a comédia  “CORRENDO ATRÁS”, baseado no livro de  Helio de La Peña. Na TV, dirigiu a série infanto-juvenil juvenil “ESCOLA DE GÊNIOS”. Em 2019, foi um dos diretores da novela “BOM SUCESSO”. Em 2020, lançou “M-8” Melhor Filme/Juri Popular no Festival do Rio; APCA de Melhor Filme; entre outros. Em 2021, lançou seu longa “DOUTOR GAMA”, sobre o abolicionista Luiz Gama e, atualmente,prepara o longa  “Narciso Rap”.
amanda.png

Amanda
lima

OFICINA DE 

DIREÇÃO DE ARTE

Graduada no Bacharelado Interdisciplinar de Artes com concentração em Audiovisual pela UFBA, atua no cinema desde 2016. Como Diretora de Arte, assinou curtas e webséries como ''Punho Negro- 2ª temporada (Murilo Deolino 2021), O medo além da tela (Ailton Pinheiro- 2021), A menina que queria voar (Tais AmorDivino- 2020) e Facão (Camila Hepplin- 2018). Foi aluna do taller ''O design de produção na direção artística cinematográfica, na EICTV- Cuba. Integrou três longas-metragens: ''Nina'' de Paulo Alcântara (2019) e ''Longe do Paraíso (2018) de Orlando Senna como Produtora de Objetos e, também, “Guerra de Algodão’’ (2017), de Cláudio Marques e Marília Hughes como assistente de produção de arte. Em séries de TV como: ‘’A música da minha vida’’ (TV Brasil - 2016) e ‘’A Lei do Riso’’ (TV Aratu - 2018), foi assistente e prod. de arte, respectivamente. Atua também na área da produção para festivais, publicidades e afins.
naimare.png

Naymare Azevedo

OFICINA DE 

PRODUÇÃO CRIATIVA

Naymare Azevedo, mulher afroindígena, nordestina, artista multidisciplinar, cineasta e produtora criativa e executiva de projetos audiovisuais, culturais, políticos e sociais. Gosto de ler, escrever e colorir sonhos ancestrais. Mestra em Cultura e Sociedade pelo Instituto Milton Santos da Universidade Federal da Bahia e Gestora de Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Idealizadora e coordenadora geral da plataforma Afrotonizar de formação, incentivo à imaginação política e produção de narrativas criativas negras e indígenas. Diretora e fundadora da Ayabá Produtora Criativa e Audiovisual. 
marcelo.png

Marcelo
lima

OFICINA DE

ROTEIRO

Roteirista e Doutor em Comunicação pela UFBa. Escreveu as séries Auts (Takapy), Formula Dreams (Story Productions) e Beliche Voador (Plot Kids). Cocriou as animações Pequenos Narradores (Takapy) e Galera da Praia (Griot Filmes). Desenvolve o projeto transmídia Os Afrofuturistas, (SECULT-BA/Rumos Itaú Cultural); trabalha na Conspiração Filmes e é freelancer para a série Mundo Ripilica. Recebeu o Prêmio João Ubaldo Ribeiro pela adaptação para HQ da obra O Bicho que Chegou a Feira, de Muniz Sodré.
marise.png

Marise
urbano

OFICINA

O SOM NO CINEMA

Mãe Preta Periférica Candomblecista. Participa do COPECINE e é responsável pela GIRA POMBA PRODUÇÕES. Membro da ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO AUDIOVISUAL NEGRO. Uma mulher do Cinema e Audiovisual. Atua em Pesquisa sobre o som no cinema e atua como técnica de som direto, além de Roteiro; Direção; Curadoria etc.
naina.png

naina de 
paula

OFICINA DE PRODUÇÃO

AUDIOVISUAL DE IMPACTO SOCIAL

Diretora e roteirista.  

Formada em Cinema pela PUC-RJ. Iniciou sua formação Audiovisual em 2005 no programa  para jovens de baixa renda da ONG Nós do Cinema (atual Cinema Nosso),após a conclusão do curso foi escolhida para estagiar na produtora da ONG como assistente de produção, integrando a equipe da Mostra Geração  do Festival do Rio em 2006. Estagiou na produtora Janeiro filmes como editora de vídeo e assistente de direção, de 2009 até o final de 2010 quando se tornou a primeira mulher negra a ser selecionada pelo programa estagiar da Tv Globo na função de assistência de direção, sendo efetivada um ano após o estágio. Dez anos depois ela acumula em seu currículo 8 novelas, 4 séries e um programa de linha de show. No cinema trabalhou em curta-metragens como O Som do Gol (2009), Quenda (2009 – seleção Mostra Visões Periféricas) Apesar de acumular experiência nas áreas de roteiro e produção, foi na direção que Naína encontrou sua forma de se expressar. Como mulher negra no audiovisual, as questões em torno de cultura e identidade atravessam a sua produção há alguns anos, toda essa pesquisa resultou na direção do seu  seu primeiro longa megtragem, Sobre Nós, lançado em Julho de 2021 pelo Globoplay, documentário que discute o preterimento afetivo racial sofrido pelas mulheres no Brasil, a partir de dados do Censo do IBGE

fabiola.png

Fabiola
silva

OFICINA DE FOTOGRAFIA E PRODUÇÃO AUDIOVISUAL COM CELULAR

Nascida e criada no Beiru, Fabíola Silva, Diretora  de Fotografia e 1° assistente de câmera, realizadora da CineQuebradas. Seus principais trabalhos são :"Solidão da mulher preta" (videoclipe, 2018, Direção), "1/3 da tropa (videoclipe, 2018, Direção e Direção de Fotografia), "Maré Kawô" (videoclipe, 2018, Direção de Fotografia), "Programa transmissão", "Programa de Tv Canal Brasil" (2020, Operadora de Câmera e Assistente de Fotografia), "Amora" (videoclipe, 2020, Direção e Direção de Fotografia), "Documentário Rainhas da Favela" Salvador (2020, Direção de Fotografia), "Punho Negro" (WebSérie, 2021, Direção de Fotografia). Atua no cinema desde 2010 e segue até quando o tempo quiser.